Add Your Blog | | Signup
AHCRAVO'S BLOG · 8h ago

crónicas da xávega (229)

para os devidos efeitos quando eu morrer não entreguem à terra um corpo que sempre foi de mar quando eu morrer uma gaivota levantará voo uma onda morrerá na praia nada de anormal são coisas ...
AHCRAVO'S BLOG · 1d ago

postais da ria (238)

cipriano estás aqui mesmo que não estejas em mais nenhum lugar estás aqui olhar o rosto de um amigo é lembrar estórias é estarmos vivos num mundo que é só nosso o da memória comum (torreira;...
AHCRAVO'S BLOG · 2d ago

os moliceiros têm vela (294)

o homem da beira-ria tão pouco uma palavra e tanto nela se não dita se negada depois de dada aqui os homens têm o tamanho da sua palavra negá-la é negarem-se o homem da beira-ria é homem de ...
AHCRAVO'S BLOG · 3d ago

a beleza do sal (34)

herança dou-te o que me deram serás não o que fui mas mais muito mais que doutras artes mestre serás serei em ti a memória do gesto do saber antigo doutras vidas herança de saberes a que te ...
AHCRAVO'S BLOG · 4d ago

mãos de mar (42)

vidas com escamas quantas safras em quantos sacos estas mãos vidas com escamas isso te digo destes homens destas mãos (torreira; 2015)
AHCRAVO'S BLOG · 5d ago

crónicas da xávega (228)

até um dia como se um filho a rede nos braços a vida ganha-se não é oferecida a mim não a areia sob os pés cede prende pesados passos o sol ainda não e o arrais deu ordens de mar chego chego...
AHCRAVO'S BLOG · 6d ago

postais da ria (237)

dos amigos  e não só cuida dos amigos de hoje deixa que seja o amanhã a deles fazer juízo certo para alguns amanhã foi ontem são eles que fazem os dias mais tristes (torreira; porto de abrig...
AHCRAVO'S BLOG · 1w ago

os moliceiros têm vela (293)

ao tempo quando for com o vento ficarão palavras e imagens sonhos ilusões muitas ilusões m...
AHCRAVO'S BLOG · 1W ago

a beleza do sal (33)

amar o sal escrevo sorriso com s de sal sou feliz aqui (armazéns de lavos; achegar; 2016)  
AHCRAVO'S BLOG · 1W ago

mãos de mar (41)

dos capatazes falam como se donos fossem do que lhes não pertence porque nosso não têm sen...