Add Your Blog | | Signup
não compreendo as mulheres · 1M ago

coisas que fascinam (214)

Talvez duas mulheres que dividiam uma música na estação de metro de Musagenitsa tenha sido o que vi hoje de mais bonito. Uma delas segurava um telemóvel de onde saía um par de auscultadores....
não compreendo as mulheres · 2M ago

foguete

Quando era criança tinha uma pista com um comboio a que chamava Foguete. Chamava-lhe assim porque era esse o nome do comboio em que o meu pai regressava a Aveiro e, portanto, a casa sempre q...
não compreendo as mulheres · 4M ago

coisas que fascinam (213)

a sombra de um abraço Existem histórias de Amor e da falta dele, histórias de vitória e de derrota, histórias de esperança e de desesperança. De certa forma, existem histórias de tudo, cada ...
não compreendo as mulheres · 4M ago

mongólia e cova da piedade

A esta hora da noite a cidade parece abandonada. Caminho com a sensação de que todos os habitantes fugiram por causa duma súbita ameaça qualquer de que eu não me apercebi. Só ficaram as somb...
não compreendo as mulheres · 4M ago

conversa 2195

(no skype)Eu - A Sandra veio cá ver-me à Bulgária.Ela - Eu sei. Vi fotografias.Eu - Ela pôs fotografias no facebook? Nem reparei.Ela - Não, não pôs. Mandou-me para o mail uma série de fotogr...
não compreendo as mulheres · 5M ago

coisas que fascinam (212)

agasalho A temperatura média baixou. De vez em quando chove, ainda que raramente, e o vento passeia devagar pelas ruas da cidade. Não tem nome, porque não cabe em nenhuma outra, mas é esta a...
não compreendo as mulheres · 5M ago

as fracas luzes da cidade indicar-me-ão o caminho

Os candeeiros públicos parecem ter frio. É a sensação que tenho quando reparo na forma como a luz de cada um se encolhe na escuridão da noite. Não iluminam quase nada, mas fazem-se notar com...
não compreendo as mulheres · 5M ago

a pele é uma estrada

E eu ali, de cerveja já quente na mão a olhar para o alcatrão, com algumas feridas que me lembravam rugas próprias da velhice. Foi a primeira vez que me veio à ideia comparar o piso duma est...
não compreendo as mulheres · 5M ago

dez

No fundo da marquise havia um tanque de lavar a roupa, esquecido e humilhado pela máquina de seiscentas e cinquenta rotações que entretanto se instalara a poucos metros. Não me lembro uma ún...
não compreendo as mulheres · 5M ago

respostas a perguntas inexistentes (374)

Tempestade No meio do nada há um edifício. É onde trabalho. Tem um ar futurista por fora e ainda mais por dentro. Um jardim interior e portas que se abrem com cartões de identificação. Sempr...