Add Your Blog | | Signup
ORVALHOS POESIA · 5d ago

saudade de quem?...

ondulam fortes ventos numa melodia constantee como eles meus pensamentosnum confiado sonho distantecomo pássaros migratórios, levam de mimsaudade...a vida começa como se nova fossenuma pleni...
ORVALHOS POESIA · 2W ago

já mal me lembro....

nuvens vieram sombriasnada me dizem afinalpromessas de melhores diasneste meu tempo outonalnão está distante a entregameus sonhos são o que sãona alma folhas secas, no coraçãoa vida que dele...
ORVALHOS POESIA · 2W ago

passado irrepetível...

na ternura da tardetrago a mim pedaços de recordaçõesum vício que me satisfazque me preenche o vazioe me traz a pazas palavras saltam-me dos lábiosrenasce nelas a vida todae com intensidade ...
ORVALHOS POESIA · 3W ago

abraça-me...

não sei onde escondi a solidãorecordo-me que senti frio...agora que sorrio,aliviou m'coraçãoenquanto tu dormes a meu ladoeu digo que te amomesmo sem estares acordado.ouço a tua respiraçãocon...
ORVALHOS POESIA · 1M ago

semeando palavras...

e estava ali de olhar longínquodistante de si, a evadir-seda máscara que os anos gravaram,com o corpo sem esplendor a quererencobrir-se...e no sonho, um comboio de ideias...na memória turva ...
ORVALHOS POESIA · 1M ago

no vazio do verso...

a minha taça está cheiacheia de mel e de felmeu passado não é água nem espelhoé um cesto onde guardo vivências dum tempo velhoq' apaziguam meu coraçãochão outonal sem folhas nem floresraízes...
ORVALHOS POESIA · 1M ago

lenta existência...

é tarde, geme a escuridãofim do dia, noite negra de solidãoa aldeia está morta, cheira a terra molhadagotas caindo do arvoredodesperta-me uma sombra aladapousa perto uma pomba sem medohoje n...
ORVALHOS POESIA · 1M ago

do tempo e do sentido...

seu rosto é um vale de sombrascom riachos a marulharrecorda-lhe a vida que podia ter tidomas já não faz sentidonem sequer recordar,o tempo lento a devorao peito lhe golpeiaé o ressoar da hor...
ORVALHOS POESIA · 2M ago

sonhei contigo...

cheguei-me à borda da encostacrescia em mim tanto alvoroçosonhar assim, quem não  gosta? ver-te do outro lado ainda moçoficaram meus olhos enfeitiçadosem chama acesa, forte pavioe meus braço...
ORVALHOS POESIA · 2M ago

a lembrança em mim...

a lembrança é um caminho de mansidãoum abrigo dócil na minha menteé trazer o passado no coraçãoe de repente...um lume aceso que me aquecepor instante, mesmo dele distante.momentos que voltam...