Add Your Blog | | Signup
Os Filhos do Mondego · 1M ago

Despedida

E mudei o teu nome na agenda do meu telemóvel. E ao fazê-lo sabia ser uma despedida. Tu já tinhas chorado todas as lágrimas e eu já tinha gasto todas as palavras. Não havia muito mais a faze...
Os Filhos do Mondego · 1M ago

Qualquer coisa sobre a inveja

Anda tanta gente preocupadacom os erros alheiose os tropeções de terceiros,que se esquecem de olharpara as pedras no próprio caminho(e nem dão conta de estaremà beira do precipícioem risco d...
Os Filhos do Mondego · 1M ago

Dançando à chuva

Empurrei o teu cabelo molhado.Não sabia se era Outono, ou era amornos teus lábios.Quis dizer-te algo bonito.Algo que fizesse justiça à belezadaquele momento.- Até o céu se quer despenhar no ...
Os Filhos do Mondego · 2M ago

Ao meu avô

Faz hoje um ano que te vi pela última vez. Um ano. Depois de teres partido aconteceram muitas coisas, avô. Depois de ti entrei numa casa cujas portas já não chegaste a passar. Acabei um novo...
Os Filhos do Mondego · 2M ago

Cadernos da cidade nova [03/10/2017]

Ia no 756 quando a vi. Sentou-se à minha frente. Enquanto falava ao telemóvel enrolava as pontas dos cabelos, num gesto repetido durante todo o percurso. Trazia uma espécie de camisa enrolad...
Os Filhos do Mondego · 2M ago

Cadernos da cidade nova [09/10/2017]

Às vezes fecho os olhos e penso no lugar onde os meus pés estão pousados. Se estiver a ouvir uma música, essa passa a ser a banda sonora desse momento. Nesse lugar, nesse momento, por vezes,...
Os Filhos do Mondego · 2M ago

Ela

Ela é demasiado teimosa para não ser livre. Podes ver pela forma como ela se mete em bicos dos pés, a dançar de braços abertos, sem se preocupar com as correntes do mundo. Ela sabe que por d...
Os Filhos do Mondego · 2M ago

Último de Setembro

Foi pouco antes da última vez que te vi. Um amigo meu partilhou comigo uma fotografia tua no meu local favorito, a minha praia, onde tantas vezes fui ver o mesmo mar que olhavas, no mesmo sí...
Os Filhos do Mondego · 3M ago

Catarse

Hoje um dos pássaros do meu pai fugiu da gaiola em que esteve preso a vida toda. Voou para a velha nogueira do quintal dos vizinhos; ou seja, não voou para muito longe, apesar das asas e da ...
Os Filhos do Mondego · 3M ago

Like a rolling stone

Às vezes até tens piada, dizias-me, num sorriso, - talvez o sorriso mais bonito que havia visto até ali - e é assim, acredita, que as coisas começam. De repente, a minha piada e o teu sorris...