Add Your Blog | | Signup
Sentado no mocho · 3W ago

pegada

perdoa se conseguires ir além do que é conforto navega fora do porto não há abrigo para lá dos passos que dás se fores capaz de ser ninguém
Sentado no mocho · 1M ago

algo

e mais uma tenaz reticência
Sentado no mocho · 1M ago

sem título, sem capítulo

resta o vento, a lágrima e a saudade
Sentado no mocho · 1M ago

wilt

queria dizer tanto como se amanhã não existisse nada queria tanto que não consigo seguir ao sabor do vento nada há, cá dentro que te traga que me ensine o insondável aqui sentado na memória,...
Sentado no mocho · 1M ago

there is no goodbyes

    não há árvore onde a sombra sempre dure nem noite inteira que se divida jamais haverá uma palavra certa na areia duma praia deserta guardar cá dentro as lágrimas da despedida
Sentado no mocho · 3M ago

conjuntivo imperfeito

muda e sê amanhã é tarde para ser o que ninguém vê tudo é rápido tépido depressa demais para perceber se a luz te engana e te expões ao aroma das rosas que sempre emana e se perde no vento f...
Sentado no mocho · 3M ago

máscara

mas se um dia me ouvirem dizer: não!
Sentado no mocho · 4M ago

passagem

a verdade absoluta das coisas vem sempre na escuridão nasce na aurora da paixão nos sonhos onde sempre poisas ¨¨¨¨¨¨¨¨ disseste um dia que o vento era uma alma vazia agora sou eu sem talento...
Sentado no mocho · 4M ago

outro dia, outra memória

agora a noite é vaga que a mão a traga onde a memória não floresce e a cortina se feche agora que há carreiro de formiga a semente brava que o diga quando o vento falha e a sorte não calha a...
Sentado no mocho · 4M ago

limitar

do que sobra do que ninguém terá